I.
Revista

jueves, 5 de noviembre de 2009

Memória e ficção em 'Retahílas' e 'El Cuarto de Atrás', de Carmen Martín Gaite

Esse estudo tem como objetivo analisar como se desenvolve o processo de rememoração, como base da ficção, em dois romances de Carmen Martín Gaite: Retahílas (1974), produzido durante a ditadura franquista e El cuarto de atrás (1978), que começou a ser escrito no mês da morte de Franco em 1975. Nossa análise tem como foco a reconstrução da história das narradoras-protagonistas que, já adultas, evocam os anos da adolescência e da infância e de cujas evocações surgem fatos históricos vivenciados por elas. Esta relação entre literatura, memória e história é uma marca que concerne somente a estes dois romances dessa autora. Dessa forma, analisaremos este ir e vir das narradoras, em busca de um interlocutor ideal, numa tentativa de recompor um período histórico que marcou de maneira contundente o povo espanhol. Para tanto, estudaremos as articulações entre narradores-protagonistas, personagens, tempo, espaço, matéria narrada e História.